Não deixe de conferir nosso Podcast!

Resenha | Invencível eleva o nível de uma adaptação incrível do universo dos quadrinhos

Invencível
Amazon Prime Video

 

Amazon Prime acerta em mais uma incrível adaptação do universo dos quadrinhos, conheça Invencível e surpreenda-se pela ousadia e audácia.

Essa resenha não contém spoiler. Pode ler sem medo.

 

Antes de começar a falar sobre Invencível, a nova adaptação animada de uma HQ que a Amazon Prime apostou alto, vamos primeiro fazer uma pergunta: Adaptações de quadrinhos criam novos leitores? 

Segundo meus amigos próximos, sim. O exemplo mais conhecido por eles foi a explosão de vendas dos quadrinhos de The Walking Dead que no auge da série de TV, foi um dos mais vendidos da história da Image Comics. E para quem não sabe ou não gosta de ler os créditos das coisas que assistem, TWD é também uma criação do Robert Kirkman, criador de Invencível pela Image Comics.

Vou deixar a pergunta em aberto, a resposta será você, leitor, que fará para si.

Agora, no que diz respeito às adaptações de super-heróis de quadrinhos, a série animada adulta de Invencível da Amazon Prime, a coisa deslanchou, não foi? A obra nos quadrinhos sempre fica em algum lugar entre a fórmula que você, se tiver poderes especiais precisa usá-la para salvar a Humanidade (fórmula Marvel) e a sombria e ultrajante subversão de The Boys.

Não se engane, pode parecer algo bom ser herói no universo de Invencível à primeira vista, mas a série é mais sangrenta e violenta do que The Boys. E você consegue notar isso, a cada capítulo quando aparece o título da série, a mancha de sangue sobre o nome vai aumentando. E se prestar também atenção em seu protagonista adolescente Mark Grayson, perceberá que ele é o mais heroico possível, mesmo que muita gente morra no processo.

O mundo de Invencível é aquele em que super-heróis e super vilões fazem parte da rotina das pessoas. A Terra é protegida pelos Guardiões do Globo, cujos membros o farão lembrar de alguns de seus personagens favoritos da Marvel e da DC. E existe o Omni-Man, um personagem parecido com o Super-homem de um planeta chamado Viltrum, agora morando na Terra com uma esposa e um filho, escolhendo fazer seu serviço de Guardião sozinho.

Mark Grayson, 17 anos, é filho do Omni-Man e, quando somos apresentados a ele, seus poderes estão apenas começando a aparecer. Mesmo sendo filho do homem mais poderoso do planeta,  ele também é um adolescente americano típico, com problemas do ensino médio para lidar (como sua paixão por Amber). Há uma infinidade de conteúdo de super-heróis (séries animadas, filmes e séries live action) em plataformas de streaming que você pode escolher, mas a animação reconfortante de Invencível e o tema de super-herói chegando à maioridade tornam-no um universo fácil de gostar logo no primeiro capítulo. O que realmente o atrairá, no entanto, é o choque violento que termina esse episódio, o que configura uma grande intriga para o restante da série.

Existem pequenos fios de história e uma infinidade de personagens que mostram olhares diferentes sobre o que deveria ser certo ou errado quando se tem um poder especial. Mas a maioria dos personagens adiciona seus pequenos detalhes ao enredo maior; seja em termos de ensinar a Mark uma ou duas coisas sobre a vida do super-herói; ou para preparar as coisas para as temporadas futuras. Um dos aspectos mais divertidos da série é a gama de super vilões imaginativos que continuam aparecendo.

Uma raça alienígena conhecida como Flaxans, por exemplo, vem de um mundo que tem uma diferença de dilatação do tempo com a Terra e toda vez que eles atacam o planeta e são derrotados, levará anos para voltarem mais poderosos apenas no dia seguinte na Terra. Mesmo que tenham uma tecnologia mais avançada, as coisas não são como imaginavam. Outro bom exemplo são os gêmeos Demolidores Mauler – dois gigantes azulados que são clones um do outro, mas que nunca conseguem concordar sobre quem é o original.

Mas, apesar de todas as coisas que acontecem regularmente em todos os episódios envolvendo alguma coisa alienígena, o coração da série é o relacionamento complexo de Mark Grayson com seu pai – o ser mais poderoso da Terra, e sua mãe, uma mulher americana normal cujo único superpoder é provavelmente apenas isso – ser sua mãe.

A animação é um show a parte, Amazon Prime investe pesado em todas suas obras originais e quem ama animação, Invencível é um deleite técnico de cores lindas e muito fluido.

Sandra Oh e JK Simmons dublam os pais de Mark, Debbie Grayson e Nolan Grayson / Omni-Man, e junto com Steven Yeun como a voz de Mark Grayson, eles são os que fazem a maior parte do trabalho pesado na série.

Mas a série tem diversos nomes incríveis dublando outros personagens, se liga nos nomes pesados que estavam dublando os outros personagens.

Amber Bennett (Zazie Beetz);

Art Rosenbaum (Mark Hamill);

Cecil Steadman (Walton Goggins);

  1. A. Sinclair (Ezra Miller);

Gêmos Demolidores (Kevin Michael Richardson)

Mulher Marcial (Lauren Cohan)

Imortal e Aquarus (Ross Marquand)

Vulto Verde (Sonequa Martin-Gree)

Vento Vermelho (Michael Cudlitz)

Marciano (Chad L. Coleman)

Asa Negra (Lennie James)

Titã (Mashershala Ali)

Eve Atômica (Gillian Jacobs)

Robô (Zachary Quinto)

Rex-Explosão (Jason Mantzoukas)

Dupli-Kate (Melise Jow)

Imperador Flaxan (Djimon Hounsou)

Allen, O Alien (Seth Rogen) é o produtor da série.

Ainda sobre Seth Rogen, foi confirmado que ele e  Evan Goldberg vão dirigir, escrever e produzir a adaptação cinematográfica de Invencível para a Universal. Robert Kirkman prometeu que Rogen e Goldberg são os cineastas perfeitos para o projeto e “a história surpreendente, nervosa, chocante e muitas vezes ensanguentada de Invencível não poderia estar em mãos mais capazes”.

 

Eu vi em dublado, então meus agradecimentos ao trabalho primoroso dos dubladores brasileiros. Pedi informações ao perfil oficial da Amazon no Brasil, mas até o momento da postagem dessa resenha, não haviam me enviado os dados. Quando receber, atualizo.

Apesar da narrativa correr em muitas direções com frequência, Invencível permanece fiel ao seu conceito original e central, deixando-nos descobrir as muitas maneiras pelas quais Mark tem de crescer à medida que se torna um super-herói. A razão pela qual é referido como uma série de animação para adultos, apesar da sensação de parecer que é uma série infantil, são as nuances e sangue jorrando por todos lados. Chega a ser um pouco engraçado algumas piadas, mas a coisa é sombria se você enxergar as entrelinhas das relações dos personagens.

Com oito episódios com cerca de 45 minutos cada,muitas coisas acontecem na primeira temporada, e a maior parte delas consegue prender você até o final.

Lembram da pergunta que fiz no começo do texto sobre se você, fã de séries de heróis, leria o quadrinho original? Espero que ao terminar de assistir a primeira temporada de Invencível, corra atrás para ler, vale a pena como a série animada.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.