Não deixe de conferir nosso Podcast!

A Roda do Tempo: A Verdade sobre a Aes Sedai

A Roda do Tempo
Amazon Prime Video (Reprodução)

Uma rápida explicação sobre como agem as Aes Sedai no universo de A Roda do Tempo. Sem Spoiler!

O mundo da Roda do Tempo vem com seu próprio tipo de magia e origem – O Poder Único. Mesmo não sendo referido pelo termo “mágica” no universo, ele existe e move o destinos de todos os seres vivos. Para facilitar a explicação, imagine como se fosse parecido com a “Força” em Star Wars. E muitas mulheres, mas não todas, que canalizam o Poder Único são chamadas de Aes Sedai. Como Jedi, a frase “Aes Sedai” pode significar tanto o indivíduo quanto a organização como um todo. Aes Sedai desempenha um papel importante nos romances de fantasia de Robert Jordan e, sem dúvida, até se tornou um dos principais momentos da primeira temporada de A Roda do Tempo da Amazon que termina sua primeira temporada dia 24 de dezembro.

Como estou assistindo com minha esposa, algumas vezes, preciso pausar para explicar como funciona a organização mais poderosa do universo de A Roda do Tempo. Além de escrever no texto anterior que voltaria a falar das “Aes Sedai”, aqui está a explicação mais didática e sem spoiler sobre elas.

Quem são as Aes Sedai?

Aes Sedai
Amazon Prime Video

Simplificando, as Aes Sedai são um grupo de mulheres (durante os eventos do livro e da série) que podem canalizar e manipular o Poder Único. Muitos em todo o mundo da Roda do Tempo desconfiam qual o real propósito delas mesmo depois de três mil de existência. Na língua antiga, Aes Sedai significa “servos de todos”.

As Aes Sedai canalizam o Poder Único, que extraem da Fonte Verdadeira. Como explicado já duas vezes em textos anteriores, A Fonte Verdadeira tem uma metade feminina e uma metade masculina, saidar e saidin, respectivamente. Durante os eventos de A Roda do Tempo, três mil atrás, o saidin masculino foi contaminado pela Sombra do Tenebroso. Se um homem nascer com a habilidade de canalizar, infelizmente ele acabará ficando louco e seu poder poderá destruir tudo e a todos por causa dessa maldição.

Mesmo apenas as mulheres Aes Sedai podendo canalizar, ele ainda é um poder perigoso, já que quanto mais a pessoa o utiliza mais “viciado” de poder ele fica. Então existem diversas regras para se utilizá-lo.

A Fonte Verdadeira, como descrito no livro, é “a força motriz da criação, a força que o Criador fez para girar a Roda do Tempo.” Canalizadores tecem fluxos de cinco elementos – Terra, Água, Ar, Fogo e Espírito – para vários efeitos. Para simplificar ainda mais, imagine que tecer seja literalmente costurar alguma coisa. Aes Sedai, ou qualquer canalizadora treinada, pode ver quando outras mulheres estão usando o Poder Único. Ele brilha como uma aura ao redor do portador.

Nem todo mundo nasce com a capacidade de canalizar, também chamado de centelha. Às vezes, se uma garota sem saber começa a canalizar e não recebe o treinamento de uma Aes Sedai, ela morre. Porém, algumas canalizam por toda sua vida sem a interferência da Torre Branca.

Onde vivem as Aes Sedai?

Tar Valon
Amazon Prime Video

As Aes Sedai chamam de lar a ilha de Tar Valon. Sendo a Torre Branca o marco zero da instituição que é basicamente uma universidade para jovens mulheres que procuram desenvolver seus dons. As Aes Sedai não precisam residir permanentemente na Torre Branca, embora muitas o façam. As aspirantes a irmãs treinam na torre divididas entre Noviças, Aceitas e Aes Sedai propriamente dita. Os guardiões também treinam e vivem no local.

Uma Aes Sedai pode sentir se outra mulher tem a habilidade de canalizar. Sempre que possível, eles tentam trazer essas mulheres, geralmente quando ainda são bem jovens, para a Torre Branca para receberem pelo menos treinamento suficiente para evitar que se machuquem com o Poder Único. Algumas jovens mulheres também encontram seu próprio caminho para Tar Valon, como se fosse um chamado. Aquelas que podem canalizar começam como Noviças e, depois de aprenderem e crescerem em força (se o fizerem), se tornam Aceitas. No nível Aceita, a mulher recebe um anel Aes Sedai – o anel da Grande Serpente. Ele retrata uma serpente comendo sua própria cauda, um símbolo da roda do tempo sempre girando. De Aceita, uma mulher passa a se tornar Aes Sedai completa ou irmã plena.

Mesmo parecendo que dura pouco anos, muitas Aceitas já estão na Torre Branca por décadas sem conseguir o título de Aes Sedai.

Uma vez que se torna Aes Sedai completa, a mulher deve fazer três juramentos: não contar mentiras, não criar nenhuma arma que possa ser usada para ferir outros seres e não usar o Poder Único como arma. Além disso, elas escolhem qual cor ou Ajah gostariam de se juntar.

O que são Ajahs?

Reprodução/Divulgação

As Aes Sedai se dividiram em sete Ajahs ou cores: Azul, Vermelho, Amarelo, Verde, Cinza, Marrom e Branco. Cada Ajah tem seu próprio propósito e líderes. Quando Aes Sedai se torna irmã plena, elas escolhem a cor de uma Ajah. Depois de escolher, elas passam a usar aquela cor pelo resto da vida.

A Ajah Amarela estuda e utiliza o poder único no combate das enfermidades, doenças e desenvolve pesquisas para cura. Ajah Azul trata de causas nobres, justiça contra todos aqueles que precisam de ajuda e são as mais viajantes de todas as Ajahs. A Ajah Vermelha se concentra em capturar homens (destruí-los) e Aes Sedai que utilizam o Poder Único de forma errada, além de odiarem os guardiões. A Ajah Verde são as combativas, sempre prontas para a Última Batalha com o Tenebroso. As Cinzas são diplomáticas e historiadoras, enquanto as Marrons são as cientistas e guardiãs do conhecimento. E, finalmente, a Ajah Branca que se especializaram na filosofia, leis e lógica.

Uma oitava Ajah existe e atormenta a Torre Branca por milênios: A Ajah Negra. Aes Sedai que juraram se comprometer para o retorno do Tenebroso e assim ganhar vida eterna. Elas se mantêm em segredo e operam nas sombras.

Com exceção da Ajah Vermelha que odeiam os homens, quase todas as Aes Sedai se unem a um Guardião. Membros da Ajah Verde geralmente se unem a mais de um e às vezes se casam com um de seus guardiões. Aes Sedai usa o Poder Único para  se unir a um Guardião (com permissão) para servir como guarda-costas. Graças a esse vínculo, um guardião ganha habilidades especiais, como resistência e força. Eles formam um vínculo emocional e corporal, e um Guardião e uma Aes Sedai podem sentir a localização física um do outro.

A Política das Aes Sedai

Moraine Sedai
Amazon Prime Video

Como qualquer organização, as Aes Sedai têm sua líder e um conselho. Eles chamam sua líder de Trono de Amyrlin (A Chama de Tar Valon). Uma vez que as irmãs a escolhem, ela deixa sua Ajah para trás e se torna a mãe de todas as Aes Sedai. O Trono de Amyrlin usa uma estola com sete listras para representar os sete Ajahs. A mão direita do Trono de Amyrlin é a Guardiã das Crônicas. A Amyrlin nomeia a Guardião com o suporte (conselho) do Salão da Torre e normalmente escolhe o Guardião da mesma Ajah ao qual a Amyrlin pertenceu. Embora a Guardiã deixe Ajah formalmente como a Amyrlin, a estola da Guardiã é da cor de sua antiga Ajah.

A personagem que atualmente detém o título é Siuan Sanche (Sophie Okonedo). Que apareceu no sexto episódio da série da Amazon. Nos livros, Siuan era originalmente uma Aes Sedai da Ajah Azul, como Moraine. Sua Guardiã das Crônicas é Leane Sharif (Jennifer Cheon Garcia).

A Era das Lendas

Os eventos (livros e séries) de A Roda do Tempo acontecem na Terceira Era, que já dura mais de três mil anos.  Mas antes disso, a Segunda Era ficou conhecida como Era das Lendas. Durante esse período, havia mais Aes Sedai – masculinas e femininas – e elas eram mais poderosas. As Aes Sedai também fabricavam ferramentas e objetos que aumentavam bastante suas canalizações com O Poder Único. 

Foi também na Era das Lendas que o saidar foi maculado pelo poder do Tenebroso e o mundo quase partiu em dois por causa disso. 

O último episódio vai explicar exatamente isso, espero que gostem e acompanhem no dia 24 no Amazon Prime Video.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.