Não deixe de conferir nosso Podcast!

Dica De Leitura | O Imortal Hulk Vol. 3: Hulk No Inferno (Editora Panini)

Leitura densa e carregada de sinais sobre o passado (e o porvir) do personagem, este volume continua do ponto onde o anterior parou. Como consequência da batalha entre Hulk e o Homem-Absorvente, um portal ao inferno é aberto… Ou melhor diria, uma visão peculiar do inferno, alimentada e originada na energia gama.

Al Ewing faz uma curiosa interpretação de ciência e magia ao coalhar seu texto de referências teológicas para discutir exaustivamente a relação entre pai e filho e o peso de pecados pretéritos na vida de cada um. A repetição de quadros reforça a discussão sobre Deus e sua omissão nas tragédias, sendo o Hulk um contraponto, ao encarnar o mal que habita cada homem.

Mais uma vez a jornalista Jackie McGee brilha com suas falas incômodas e reflexivas, ainda que sua participação neste arco seja menor. Em poucas páginas é intuída um ponte filosófica entre mulher e monstro sobre o fascínio que ele inspira pelo medo, dando deixa para sua (provável) evolução.

Colocar Hulk como um privilegiado – pelo poder que carrega, pelo alcance de suas ações e, acima de tudo, pelo tratamento que recebe diante da fúria destrutiva, traz um subtexto social que se amplifica na segunda parte do volume, onde, conciliado com a personalidade verde e gigante que carrega em si, Bruce Banner procura seu grande amor, Betty Ross.

Aqui cabe o único porém da edição: as menções sobre acontecimentos anteriores com Hulk e coadjuvantes próximos, em sua longa e tortuosa cronologia, pode confundir o leitor que imergiu no universo do Golias Esmeralda na fase corrente.

A faceta religiosa que embala este volume é concluída de maneira pouco sutil ao debater morte e ressureição no Universo Marvel, uma muleta narrativa recorrente nas histórias mas que promete assumir um espectro maior nos planos de Ewing. A saber.

O Imortal Hulk Vol. 3: Hulk No Inferno
120 páginas
R$ 20,90
Rafael Machado
Parnaibano, leitor inveterado, mad fer it, bonelliano, cinéfilo amador. Contato: rafaelmachado@quintacapa.com.br