Não deixe de conferir nosso Podcast!

Senhor dos Anéis | 10 fatos que você não sabia sobre Sauron, o Lorde das Trevas

Sauron, Senhor das Trevas
Reprodução

O forjador do Um Anel e Lorde das Trevas de Mordor, Sauron, foi a ruína da Terra-Média durante a Primeira, Segunda e Terceira Eras. Corrompido pelo primeiro Lorde das Trevas, Morgoth, ele o serviu como seu tenente e mais tarde seu sucessor, criou exércitos colossais de orcs, Lobisomens, Vampiros e todos os tipos de criaturas vis para tomar a Terra-Média e dobrar todos os seus habitantes à sua vontade.

Seu desejo de poder através da criação (e subsequente perda) do Um Anel fornece o principal antagonismo para A trilogia do Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkien. Essa lista surgiu do projeto que estou escrevendo para explicar basicamente o que esperar da série de TV do Senhor dos Anéis produzida pela Amazon Prime Video. A ideia original seria explicar elementos importantes que pouca gente conhece do Sauron, mas o número de fãs da obra por causa das duas trilogias que o Peter Jackson levou ao cinema é enorme, então em suas mentes, quando se fala desses personagens, guerras, ambientes, locais, se imagina sempre coisas que foi assistindo nos filmes. Então usarei essa base já pronta com informações dos livros para dar mais ênfase a cada elemento da lista para falar do personagem chave da Terra-Média.

Enquanto no filme Sauron é a própria encarnação do mal, com seu Olho Sem Olho espreitando sobre a Terra-Média em busca do Um Anel, nos livros, ele revela ter muito mais profundidade de caráter. Seu passado mais remoto é concentrado quando era um Maia, um Ainur – espécie de anjo, deuses ou seres celestiais imortais que Eru (Deus criador do Universo de Tolkien) criou, o mais poderosos e sábios eram chamados de Valar e na fila em seguida vinham os Maiar.

Lá no início do universo, eles, os Ainur, tinham um compromisso de criar uma música harmoniosa para Eru, mas um dos Valar, Morgoth, não gostou muito da música e fez sozinho sua própria música corrupta e Sauron acabou achando isso mais interessante. Então aqui estão 10 fatos fascinantes sobre o Senhor de Barad-dûr que pouca gente conhece.

 

Ainur mais poderosos
Os nomes dos Senhores na ordem correta são Manwë, Ulmo, Aulë, Oromë, Mandos, Lórien e Tulkas; e os das Rainhas são Varda, Yavanna, Nienna, Estë, Vairë, Vána e Nessa. Melkor não é mais incluído entre os Valar, e seu nome não é pronunciado na Terra.

 

10. Ele é da mesma raça do Gandaf

 

Embora Sauron possa ser frequentemente referido como o “Lorde das Trevas” e aparecer numa forma corpórea de um homem, ele é um Maia, sendo mais velho que a própria Terra-Média. Como Gandalf, ele foi um dos Ainur, seres criados por Eru e através do seu pensamento, eles cantaram e moldaram o universo e Eru, através da fala e da música dos Ainur, manda para o vazio a Chama Imperecível. Se você entende um pouco de cristianismo, a Chama Imperecível é mais ou menos como o Espírito Santo.

Essa classe de seres Sagrados subdivide-se hierarquicamente em Valar, Aratar e Maiar. Sauron fazia parte dos Maiar.

Como dito acima, Sauron foi corrompido por Morgoth, o primeiro Lorde das Trevas, e assim se tornou a encarnação do mal que vemos nos filmes e livros. Só que não existe menção de que, mesmo antes de possuir o Um Anel, ele tenha sido mais forte que Elfos, Anões ou Homens em batalha. A única coisa que se tem certeza é que ele assumiu o corpo de homem, como Gandalf, para percorrer a Terra-Média.

Se tem interesse sobre toda essa mitologia ou mais conhecida por Legendarium, eu indico o artigo “Lá e de Volta Outra Vez: Uma introdução à Tolkien ( Ainur, Valar, Aratar, Maiar e Istari)” do Gabriel Mizalli. Vocês não irão se arrepender.

Sauron em sua forma Humana
Arte de Toherrys

9. Ele já foi Bom

 

Como Maia, ele serviu os mais poderosos Valar, especificamente Aule, o Construtor, que era um grande artesão para os Valar. Aule também era responsável pela fabricação e elaboração de substâncias das quais Arda, o mundo, era composta. Ele também foi chamado de Mahal ou Návatar e se delicia na natureza das substâncias e nas obras de habilidade, mas não preocupado com a posse ou o domínio. Aule também é o pai dos Anões.

Foi nessa época que Sauron aprendeu tudo sobre metais e forjamento. Ao ponto de ele gostar de ordem, estrutura e coesão como Aule. Embora Morgoth provocasse desordem e discordância com suas ideias que diferiam do resto dos Valar, ele também trouxe um meio rápido de encená-las, o que atraiu Sauron.

Não foi a malícia ou sede de poder de Morgoth que atraiu Sauron, mas sua força. Ele viu que Morgoth tinha uma visão e pretendia que ela se realizasse de uma maneira que os outros Valar não tinham. Nada disso é mencionado nos filmes, fazendo com que Sauron pareça que ele sempre foi um flagelo faminto por poder.

Antes de assumir totalmente o lado que escolheu, Sauron se chamava, Mairon, O Admirável. Quem assumiu sua função e serviços para o Vala Aule foi nada menos que Saruman, que antes de descer para a Terra-Média se chamava Curunír.

 

Sauron, Senhor das Trevas
Reprodução

 

8. Ele foi o maior mestre ferreiro da Terra-Média

 

No momento em que a trilogia O Senhor dos Anéis acontece, Sauron é um vazio disforme das trevas, manifestando sua intenção maligna em um grande Olho. Nenhum senso de seu antigo eu é transmitido, e nem é mencionado. Isso é lamentável, porque suas obras e trabalhos na forja foram numerosos de seu tempo na Casa de Aule.

Como servo de Aule, ele tinha grandes habilidades e suas criações eram respeitadas até pelos Valar. Sauron conhecia as “propriedades científicas” de trabalhar com magia e metais. A armadura que ele usa nos filmes como o Lorde das Trevas é realmente aterrorizante porque Sauron a forjou. Nos extras do DVD, existe um capítulo inteiro sobre isso.

Ele levou esse conhecimento quando se corrompeu para ficar igual ao seu novo mestre. Sendo ele também o criador dos exércitos de Morgoth, as armaduras e tudo que fosse maligno feito de metal. Agora vocês entendem porque ele odiava tanto os Anões.

 

Morgoth e Sauron
Reprodução (crédito na imagem)

 

 

7. Ele era o Tenente de Morgoth

 

Os filmes não tocam muito em Morgoth ou em seu tempo na Terra-Média. Quando Morgoth finalmente deixou os Valar que habitavam Reino Abençoado (Valinor) em Arda, ele criou uma cordilheira de fogo na Terra-Média e lá construiu sua fortaleza. Quando os elfos de Valinor tentaram derrubar seu poder de fogo e trevas, eles falharam porque Sauron trabalhou, criou e moldou em suas profundezas com Orcs um grande e poderoso exército.

Com isso, ele tinha o poder de controlar orcs, lobisomens, vampiros e todos os tipos de criaturas do mal que habitavam nas trevas, incluindo Gothmog, Senhor dos Balrogs.

Mesmo sendo o criador e tenente, ele fez tudo pela visão e ordem de seu mestre Morgoth.

 

 

6. Ele tinha um corpo antes de perder o Anel

 

Nos filmes, Sauron é frequentemente um vazio disforme, representando o mal encarnado. Ele é um abismo escuro, com apenas seu olho brilhante em Mordor. Depois que Isildur cortou o Um Anel de seu dedo, ele não parecia mais capaz de tomar a forma de um homem, assim se tornou um vazio com apenas uma única vontade, que seu Um Anel retornasse a ele.

Nos livros, ele assume uma forma humana enorme e isso só muda quando perde seu dedo que Isildur cortou. Sua presença, por assumir uma forma ligeiramente mais física, é sentida muito mais como um ser tangível do que como uma representação da escuridão até aquele momento.

 

As Formas de Sauron
Reprodução, crédito na imagem.

 

5. Ele também assumia outras formas sombrias

 

 

Depois que o Um Anel foi cortado de sua mão por Isildur, Sauron diminuiu em poder e ele perdeu a estatura impressionante que tinha. Mas antes disso, na Segunda Era, ele tinha conseguido tomar muitas formas interessantes.

Sauron, quando em posse de seus poderes e conhecimento, era capaz de mudar sua forma à vontade. Ele é descrito como “bonito e justo” quando procurou uma audiência com os Valar, ele também é descrito se transformando em o lobisomem mais poderoso de toda a Terra-Média, uma cobra gigante e um morcego-vampiro gigante.

 

Sauron em Modor
Reprodução

4. Ele é o pior Inimigo que os Elfos enfrentaram

 

Peter Jackson preferiu pular para a Guerra da Última Aliança ao relatar a história destrutiva de Sauron em A Sociedade do Anel, quando os Elfos e Homens da Terra-Média se uniram no final da Segunda Era para derrotá-lo. É neste momento que o Lorde das Trevas é privado do Um Anel por Isildur.

Sauron havia lutado contra esses exércitos antes, quando Elfos e os Homens de Númenor ajudaram uns aos outros na expulsão de Sauron para terras do sul da Terra-Média. Mas os Elfos sofreram pesadas perdas, e quando Sauron e suas forças atacaram novamente, os Númenorianos que sobreviveram ao ataque se dividiriam nos reinos exilados que conhecemos: Gondor e Arnor.

 

 

Grande Olho
Reprodução

3. Seu Grande Olho não é era Literal

 

Peter Jackson descreveu a essência de Sauron como sendo afunilada em um grande Olho sem pálpebra, que se focalizava como um raio ou farol vermelho da torre de Barad-dûr como um holofote sobre Mordor.

Nos livros, o Olho é usado como seu símbolo, sendo o conceito de o Olho implícito ao uso do palantír e como uma representação de sua vontade. Ele exerce sua vontade sobre seus servos, como os orcs e seus Espectros do Anel, forçando-os a fazer suas ordens sem medo ou hesitação.

Originalmente, as Palantír, eram sete as pedras videntes de Númenor, mas algumas se perderam com o passar dos anos na Terra-Média.

Tais pedras serviam para se comunicar umas com as outras, mas usuários com grande força de vontade podiam “guiar” a visão da pedra para virtualmente qualquer parte do mundo e talvez até do tempo, permitindo vislumbrar fatos distantes no tempo ou no espaço.

 

Aragorn e o Palantír
Reprodução (Warner Bros.)

2. Ele tinha medo de Aragorn

 

 

O palantír é um poderoso artefato que pode ser usado para obter visão profética como dito acima. Em Retorno do Rei, Aragorn olha para ele com grande esforço para saber dos planos de Sauron, efetivamente envolvendo o Lorde das Trevas em uma batalha de vontades. No filme, Aragorn parece fraco ao perder para Sauron, cujos poderes malignos são muito grandes. Mas isso não acontece nos livros.

Aragorn observa o palantír nos livros, mas ele não é o rei relutante que era nos filmes. Ele entende os deveres e responsabilidades de seu direito de primogenitura, e é capaz de olhar desafiadoramente para o palantír com cautela, mas sem medo do poder de Sauron. Ele é tão obstinado quanto o Lorde das Trevas, se não for mais forte, pois ele acredita em sua linhagem e no poder dos homens.

Sobre isso, estou fazendo um artigo bem legal sobre como o destino é usado por Tolkien em sua obra e como isso influenciava seus personagens.

 

Sauron, Lúthien e o Cão Huan
Cena de Huan ajuda Lúthien contra Sauron em forma de Lobo. Ele era tão poderoso que derrotou o próprio Sauron em um combate. Era extremamente fiel, e fora o grande auxilio de Beren e Lúthien em sua demanda pela Silmarill.

1. Aragorn e Isildur não foram os únicos que o venceram

 

Aragorn, Gandalf e os Hobbits podem ter celebrado sua vitória como se fossem os primeiros a derrotar Sauron, mas na realidade, o vilão tinha sido vencido várias vezes antes, e não apenas por Eru. O Senhor das Trevas foi derrotado pela híbrida Elfa/Maia Lúthien e seu cão-lobo Huan e forçado a abandonar o controle de Tol-In-Gaurhoth, uma das torres do mal da fortaleza de Morgoth ainda na Primeira Era.

E não foram só os Elfos. Na Segunda Era, Sauron foi subjugado duas vezes por homens Númenorianos, o primeiro caso veio com uma derrota militar nas mãos do Rei Tar-Minastir e depois de se recuperar dessa perda, ele foi tomado como refém pelo Rei Ar-Pharazôn. Naturalmente, Sauron se vingou contra os Númenorianos quando quase os eliminou, mas homens como, Isildur e Aragorn, foram posteriormente dois dos grandes algozes do Senhor das Trevas.

Por enquanto, trago isso a vocês. Antes de terminar, existe mais pesquisas sendo feita para esses especiais sobre O Senhor dos Anéis, mas é complexo escrever tudo isso para as pessoas que não são da exigente Fandom de Tolkien, mas espero que esteja fazendo algo ao menos legível. Obrigado pela leitura do artigo anterior, o feedback foi incrível de diversas partes do Brasil.

 

Leia aqui: O Senhor Dos Anéis | Tudo Que Você Precisa Saber Sobre A Produção Da Amazon II

 

Aguardem que está mas conteúdos da Terra-Média, já que parece que vocês gostam, assim como eu. Usei alguns nomes ainda dos livros da Martins Fontes.

 

Fontes: ScreeRant, Dragão Verde (Tolkien Talk), ao maior estudioso de imagens e arte relacionadas a Tolkien, Joel Merriner, Tolkien Brasil   e Acervo do Leitor.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.