Não deixe de conferir nosso Podcast!

Lista | As Melhores Séries de 2019

2019 fecha a década com séries incríveis e fecha o ano como um dos melhores para os fãs de séries mundo afora. Confira as melhores do ano.
melhores séries de 2019
reprodução

A TV (entenda como todo aparelho que transmita vídeo) é um daqueles meios de comunicação em massa que nunca o decepcionam. Alguns programas e séries são péssimos, claro, mas sempre há mais para descobrir. Hoje a TV cobra mais de você do que imagina, já que lhe dá uma variedade quase infinita de coisas para assistir.

2019 não foi apenas flores, claro, existem alguns fracassos notáveis; Game Of Thrones, por exemplo, acabou sendo uma coisa difícil de engolir com seu final ruim e sem sentido. HBO manchou um ano quase perfeito quando o assunto foi séries em sua programação. Os caras acertaram demais, acima de qualquer expectativa.

Essa lista foi baseada na qualidade e consistência, além de contar com meu gosto pessoal e o que achei sobre como cada programa trabalhou seu plot final. Então é uma lista completamente pessoal. Algumas séries ficaram de fora, mas como eu sempre digo, não consigo dá conta de acompanhar tudo que sai, infelizmente deixei coisas incríveis passar e prometo que em 2020 tentarei melhorar esse problema de logística.

Com tudo isso explicado, vamos logo a lista. Se não gostou, é para isso que serve os comentários.

Carnival Row

 

Carnival Row
Amazon Prime Video

O Carnival Row chegou no Prime Video no final de agosto, com um enorme elenco liderado por Cara Delevingne e Orlando Bloom e sendo renovado para a segunda temporada antes que a primeira fosse ao ar. Talvez não tenha atingido as alturas esperadas pela Amazon, mas lançou as bases para o futuro da série na plataforma que em alguns anos terá nada menos que O Senhor dos Anéis.

Sua questão central era a maneira como tentava estratificar a narrativa. Delevingne e Bloom têm de longe a história mais interessante, embora, reconhecidamente, outras estrelas menores tenham apresentado ótimas performances; Simon McBurney e Karla Crome especialmente. No entanto, a virada do plot foi tardia em direção à intriga política, e o drama dos protagonistas perdeu um pouco a força.

Quando funcionou, as vibrações na estética da fantasia eram brilhantes. O ritmo deve ser trabalho de outra forma na próxima temporada, assim espero. As bases e o elenco estão lá, só precisa de um pouco de ajuste que estamos diante de uma série muito boa.

The Umbrella Academy

 

The Umbrella
The Umbrella Academy

 

Sejamos sinceros, o quadrinho de The Umbrella Academy é muito ousado e fora da caixa, existia uma grande desconfiança se a série conseguiria adaptar toda a loucura que existe na narrativa, mas a Netflix conseguiu obter a estética perfeita sem sacrificar muito.

Seria injusto dizer que a série foi apenas sobre a atuação fundamental de Ellen Page e Robert Sheehan, tudo funciona tão bem em The Umbrella Academy que você devora todos os episódios mais rápido que deveria ser.

Embora tenha sido uma série muito sobre dinâmica familiar e com arcos indo em direções opostas. Klaus, de Sheehan, começou a série como um palhaço viciado em drogas e experimentou um crescimento real na maturidade, enquanto Vanya de Page começou como retraída, nervosa e ingênua antes de explodir em um ser poderoso.

O cenário e o futuro de todos os irmãos foi preparado para apostas ainda mais altas na segunda temporada. É uma série essencial para assistir se não viu.

Patrulha do Destino

 

Patrulha do Destino
Bob Mahoney/Warner Bros. Entertainment

Esse comentário é do Cardoso, mas ele sintetiza bem o que foi Patrulha do Destino:

A maioria das séries baseadas em quadrinhos costuma fazer um arco de história por temporada, séries como Deuses Americanos esticam um livro a ponto do Reed Richards dizer “menos, caras”. Preacher enfiou tanta gordura que na 4a temporada ainda não saíram do primeiro volume da série. e não vão chegar a lugar nenhum.

Já Doom Patrol resolveu o apocalipse em dois episódios. Há o arco principal do Chefe, sequestrado pelo Mr Nobody, mas no meio disso arcos inteiros são apresentados em episódios únicos, é o raro caso de série episódica que não é esquecível. É quase uma antologia, mas com continuidade.

A série foi renovada antes mesmo de estrear, o que é sempre um bom sinal, e com a qualidade de Doom Patrol e Titãs, está evidente que a DC aprendeu a fazer séries sérias, depois de ter dominado a arte de fazer séries farofas como Legends of Tomorrow e Flash. Um dia a Marvel aprende.

Rick & Morty

 

Rick & Morty
Netflix (Reprodução)

 

Rick & Morty é um dos programas mais consistentes e inventivos da TV, mas algumas coisas prejudicaram a série nesta última temporada. Em primeiro lugar, o episódio Claw And Hoarder: Special Ricktim’s Morty foi o erro, em segundo lugar, o Dragão Sexual, tinha mesmo necessidade?

Metade da quarta temporada já está disponível na Netflx continua sua mistura estranha de surrealismo, improvisação de humor e nilismo.

Referências a cultura pop em cada piscada, Rick & Morty é divertido, bizarro e as vezes provocativo até demais.

Stranger Things

 

Stranger Things 3
Netflix

 

Stranger Things é um festival da nostalgia dos anos 80 e sua terceira temporada acertou em cheio o cenário e a dinâmica dos personagens. O enredo, embora não tão focado quanto o da primeira temporada, foi melhor organizado do que o da segunda temporada e, em geral, preparou as coisas muito bem para a temporada final do próximo ano.

A adição do Starcourt Mall adicionou um novo sabor visual aos procedimentos, enquanto Maya Hawke, Cary Elwes e Alec Utgoff ajudaram a misturar as coisas do lado do elenco. Temos as mesmas peças de ação contadas com o humor usual que o programa traz para a mesa, mas reinventamos com um novo ângulo de conspiração.

Stranger Things conquistou o coração de muitos telespectadores desde sua primeira temporada, e com isso a expectativa acabam sendo altas para a série. No entanto, eles continuaram a aguentar a pressão com habilidade e parecem prontos para entregar um final impressionante.

O Mandaloriano

 

Mandaloriano e Yodinha
Imgem: @Bosslogic

 

O Mandaloriano é muito mais do que Baby Yoda, mas é impossível falar da série sem antes falar do Baby Yoda. Inicialmente definido como CGI antes de Werner Herzog convencer a produção a não ser, o personagem tomou a Internet como uma tempestade nebulosa e se tornou um meme.

A distribuição estranhamente fraturada do Disney + provavelmente não ajudou em nada, mas, pelo menos, o nome da marca Star Wars ganhou milhões com o merchandising da série. Disney + errou feio em não lançar seu serviço em países chaves (o Brasil incluso), a gente apelou para as locadoras online.

Mas tirando isso, O Mandaloriano vem mostrando uma galáxia rica, personagens cativantes e uma forma bonita de entrar mais no universo Star Wars.

 

 

Watchmen

 

HBO Watchmen
Policiais começam a usar máscaras amarelas para proteger suas identidades em “Watchmen”
HBO / Divulgação

Watchmen, o quadrinho, tem um séquito de fãs enorme e de todas as idades. Mas a adaptação cinematográfica foi profundamente criticada dos dois lados. No entanto, Damon Lindleof conseguiu de maneira brilhante a essência da história dos vigilantes, mesmo que inicialmente deixasse os espectadores coçando a cabeça.

A estreia de Watchmen foi quase perfeita e completamente sem nenhuma referência ao filme. Os episódios estiveram confiantes o suficiente para simplesmente levar a gente até o fundo do poço, sem absolutamente nenhuma explicação. Fomos por queríamos e por tudo era instigante nesta série! Não funcionou para todos, mas foi a atitude perfeita para mim da série.

O visual continuou deslumbrante, enquanto a narrativa continua se torcendo cada vez mais à medida que a série progredia. Watchmen foi um verdadeiro titã da televisão em 2019.

Fleabag

 

Fleabag
BBC/Amazon Prime Video

 

Fleabag teve uma primeira temporada decente em 2016, mas retornou para uma segunda temporada estelar em 2019. A comédia britânica autodepreciativa é hilariante, trágica e incrivelmente seca. Definiu outro patamar para o gênero.

Baseado na vida fictícia de Phoebe Waller-Bridge, Fleabag mantém os tons teatrais, o humor de nicho, enquanto aproveita ao máximo o que a televisão oferece. É diferente e sublime ao mesmo tempo, além de ser bem trágico.

Fleabag é desagradável e um pouco pervertido, mas faz tudo com tanto charme que se torna cativante.

The Boys

 

CreditCreditJan Thijs/Amazon Studios
Dominique McElligott e Antony Starr star

The Boys é uma série 100% super-heróis e estamos sofrendo o que já estão chamando de fadiga de super-heróis. E The Boys só entra no gênero por causa das roupas dos personagens, já que o resto é pura maestria de roteiro, sangue e carnificina.

A versão mais violenta do gênero de super-heróis que um programa convencional já ofereceu, The Boys explorou o lado sombrio de uma realidade com pessoas superpoderosas. Envolvendo intrigas políticas, crise de identidade, traição, estupro, amor, toxicodependência e encobrimentos, The Boys foi uma série em camadas profundas, com uma ideia simples em seu núcleo.

E se os mocinhos fossem realmente os bandidos?

The Boys explora essa ideia com todo o seu valor, desenvolvendo quase todos os seus personagens com uma profundidade impressionante. Mais informações sobre o leite materno e a rainha Maeve seriam úteis na segunda temporada, mas The Boys certamente preparou as bases para retomar de onde pararam.

BoJack Horseman

BOJACK HORSEMAN
Netflix

O BoJack Horseman recebeu apenas meia temporada em 2019, com a outra metade programada para chegar em janeiro de 2020. Conhecendo o BoJack, provavelmente será um golpe esmagador, mas, pelo menos, será divertido quando partir nossos corações.

Nesta meia temporada, BoJack trabalhou sobre si, passou por reabilitação, parou de beber e finalmente fez algo dele e para ele. Também deu grande foco aos personagens coadjuvantes, incluindo um final que tratou de todas as mulheres que BoJack havia machucado ao longo do caminho.

Ele parece estar realmente melhorando, mas você só pode superar o seu passado com tempo e paciência.

O envolvimento de BoJack na morte de Sarah Lynn está programado, segundo a internet, para explodir na temporada final, assim como sua inadequação com Penny. Por mais que ele tenha ganhado nossa simpatia, não podemos esconder o fato de que ele definitivamente machucou as pessoas ao longo de sua vida sombria e depreciativa.

Uma das séries animadas mais importantes da história da TV.

Sex Education

 

Sex Education
Season 1, Episode 1
Jon Hall/Netflix

Sex Education possui todos os ingredientes de um novo clássico para adolescente, sem nenhuma das limitações de diversidade ou mensagens subentendias de séries similares.

Otis (Asa Butterfield) é um adolescente que não gosta de sexo, já que tem um excesso de conhecimento sobre o assunto graças a sua mãe (Gillian Anderson), que por acaso é uma famosa terapeuta sexual. Essa premissa por si só está cheia de promessas, mas realmente funciona graças a um elenco de personagens coadjuvantes memoráveis ​​e divertidos e uma abordagem hábil e positiva ao sexo para tópicos sensíveis.

Quando Otis decide se tornar terapeuta sexual não oficial de sua escola para impressionar sua paixão, Maeve (Emma Mackey), ele rapidamente recebe mais do que esperava quando questões como aborto, homofobia, nus vazados e mais rapidamente se tornam parte de sua vida ainda além dos limites de seu consultório de terapia no banheiro. Sex Education além disso, trabalha uma abordagem impressionante e progressivamente baseada em informações sobre a educação sexual real e com personagens adoráveis e instantaneamente clássicos, como o extravagante Eric (Ncuti Gatwa) e a secretamente boa garota má Aimee (Aimee Lou Wood).

Mindhunter

 

Mindhunter
Netflix

 

A segunda temporada de Mindhunter de David Fincher era aguardada há muito tempo e não decepcionou. Depois de focar na criação de sua divisão do FBI, a segunda temporada mostra como Holden (Jonathan Groff), Bill (Holt McCallany) e Wendy (Anna Torv) usam o conhecimento que adquiriram ao entrevistar serial killers.

O caso com o qual eles são confrontados é o assassinato de crianças em Atlanta, que prova testar seu processo de criação de perfil mais do que eles esperavam. Esta temporada faz um ótimo trabalho em mostrar a realidade que desafia o pensamento teórico que Holden também se apega. Bill também ganha um papel maior nesta temporada, o que traz sua vida doméstica divertida e profundamente perturbadora para a série. O programa sombrio e contemplativo de Fincher continuou a aprofundar nosso olhar sobre assassinos em série este ano. Tudo nesta série é incrivelmente bem-feito.

Euphoria

 

Euphoria, Zendaya (HBO)
Youtube

 

A Euphoria não é apenas um drama adolescente que vive seus próprios dilemas no vício em drogas. É um estudo caleidoscópico da geração Juul, narrado pela protagonista Rue (Zendaya), uma estudante do ensino médio que acaba de voltar ao seu subúrbio sem nome depois de um período na reabilitação. Mas Rue, mergulhado em um vício em tomar pílulas, não é o único com demônios a controlar.

Seus colegas são atormentados por inseguranças sexuais, ilusórias grandes famílias felizes e pelo delicado ato de equilíbrio que é a reputação do adolescente americano. Se você assistir Euphoria por alguém, assista para Jules, de Hunter Schafer, cuja a doce disposição respira calor em uma série que geralmente vibra com um ritmo ansioso por todos os lados.

Agarrando no seu mais infernal e catártico mundo das drogas adolescentes, Euphoria merece seu lugar entre as melhores série de 2019. É uma série fascinante, brilhante e uma aula de roteiro e atuações. Tudo é bom em Euphoria, cara.

Dark

Dark
(Netflix)

 

A segunda temporada de Dark pode machucar seu cérebro às vezes, tentando juntar todas as narrativas que viajam no tempo, mas no final, os criadores Baran bo Odor e Jantje Friese recompensam sua paciência com alguns momentos estelares dos atores e roteiro. Com oito episódios, Dark é uma tapeçaria de histórias convincentes e performances memoráveis de todo o conjunto. Não podemos esperar para ver como tudo termina na terceira temporada.

Good Omens (Belas Maldições)

 

Belas Maldições (Good Omens)
Amazon

Trinta anos após a publicação do clássico romance de Neil Gaiman / Terry Pratchett, Good Omens apareceu na tela em 2019. O próprio Gaiman estava no comando, dirigindo em todas as direções certas e entregando aquela coisa muito rara: uma adaptação que parecia totalmente fiel ao seu material de origem.

Mas enquanto certos detalhes, referências e o tom generalizado oh-tão-inglês são um deleite para os leitores de livros, a minissérie é realmente empurrada para o limite em um território fantástico pela incrível química entre suas duas estrelas. David Tennant e Michael Sheen brilham absolutamente como Crowley e Aziraphale, um demônio e um anjo que estão namorando por 6.000 anos, e que sentem que têm uma coisa boa acontecendo na Terra e realmente preferem que o apocalipse não aconteça, muito obrigado. Quando os dois estão juntos na tela, o carinho e a exasperação são palpáveis, e você se agradece do plano inefável de Deus para reunir esses dois.

Olhos que Condenam

 

Olhos que Condenam
Netflix

Olhos que Condenam só teve quatro episódios, mas quatro episódios que partiram meu coração. Ao detalhar o caso e as consequências do Central Park Five, Ava DuVernay não contou apenas a história deles, ela explorou a dor de maneiras profundas.

O mais emocionante foi a Parte Quatro, um episódio de longa metragem que se concentrou mais especificamente em Korey. Ele nem estava no porque na noite que aconteceu tudo, Korey só foi à delegacia por lealdade ao amigo. Depois de ser espancado e forçado a confessar, sua vida caiu no abismo do medo.

A Parte Quatro conta a história de Korey, mas também imagina sua vida se ele não tivesse sido envolvido no caso e contribui para um momento de portas deslizantes instáveis e aterrorizantes.

Todo o programa é um excelente exame da corrupção e falhas do sistema judicial, além de uma atenção especial às vidas reais destruídas por ele.

Chernobyl

 

Chernobyl
HBO

2019 foi definitivamente um ano em que os melhores programas de TV foram curtos, mas devastadores com histórias reais sendo contadas de uma forma impecável. Depois de atuações impressionantes de Stellan Skarsgaard e Jared Harris, Chernobyl termina como a melhor série de 2019.

Detalhando a explosão do reator nuclear ucraniano e o encobrimento e a investigação depois, cada segundo de Chernobyl se torna um assunto tenso. A longa sequência de rastreamento das escavadeiras no telhado foi especialmente arrepiante, pois o que tornou a série tão grande foi o quão brilhantemente ampliou o zoom na menor das partes.

Uma série emocionante, cheia de diálogos estelares, Chernobyl foi, em muitos aspectos, o ápice das habilidades da televisão. Os filmes sempre foram sobre efeitos visuais e imagens, enquanto a televisão tem uma grande capacidade de afundar profundamente os personagens.

A série não é divertida no sentido convencional, mas cada segundo era absolutamente imperdível.

PikachuSama
Editor de Contéudo deste site. Eu não sei muita coisa, mas gosto de tentar aprender para fazer o melhor.